Ataque DDoS pode comprometer seu site! Veja como resolver

Os ataques do tipo DDoS são uma das ameaças mais comuns na web. Esse problema pode sobrecarregar o servidor, deixando o site fora do ar. Portanto, é necessário investir em tecnologia para minimizar prejuízos. A seguir, entenda como uma Rede de Distribuição de Conteúdo (CDN, na sigla em inglês) pode ajudar.

Os ataques do tipo DDoS são uma das ameaças mais comuns na web. Esse problema pode sobrecarregar o servidor, deixando o site fora do ar. Portanto, é necessário investir em tecnologia para minimizar prejuízos. A seguir, entenda como uma Rede de Distribuição de Conteúdo (CDN, na sigla em inglês) pode ajudar.

O que é um ataque DDoS

DDoS é o acrônimo de Distributed Denial of Service, ou Ataque de Negação de Serviço, em tradução livre. Essa ação é orquestrada para atingir o servidor do site, responsável por manter as páginas on-line.

Basicamente, o endereço digital recebe milhares de solicitações de acesso ao mesmo tempo. É como se um número enorme de usuários estivesse tentando entrar no site simultaneamente.

Essas solicitações, que partem de computadores “zumbis”, sobrecarregam o servidor de origem. É preciso usar todos os recursos de memória e processamento para se estabelecer uma comunicação adequada. Com isso, pode haver lentidão ou mesmo queda geral do website. Os usuários de verdade não conseguirão utilizá-lo.

Vale ressaltar que um ataque DDoS não é uma invasão ao sistema. Trata-se, isto sim, de uma espécie de invalidação por excesso de trabalho. Os dados sensíveis da empresa não ficam comprometidos – embora um episódio desses ainda traga muitos transtornos.

Existem diferentes motivações para se deflagrar uma ação de negação de serviço. Criminosos podem usá-la como método de extorsão, exigindo pagamento para devolver a estabilidade do servidor. Já ativistas e inimigos políticos podem derrubar o site do adversário como forma de sabotagem ou retaliação por certas atitudes.

Também há o ataque DDoS sem razão aparente. Em alguns casos, a prática se resume a uma piada de mau gosto feita por alguém da internet. É a famigerada trollagem.

Seja qual for o motivo, qualquer organização está sujeita a se tornar alvo dos ciberataques. Por isso, é necessário proteger o servidor do site, reduzindo o risco da sobrecarga.

CDN mitiga as consequências de um ataque DDoS

Quem usa CDN não precisa se preocupar com ataque DDoS. A Rede de Distribuição de Conteúdo (ou Content Delivery Network, em inglês) replica os arquivos multimídia do site em diversos pontos de contato. Dessa maneira, as páginas deixam de depender de um único servidor.

Quando um usuário digita a URL, o sinal não viaja mais até o servidor de origem. Em vez disso, ele procura o ponto de contato da rede mais próximo. Caso haja indisponibilidade naquela região, o sistema busca outra via de acesso.

Essa dinâmica elimina os problemas de sobrecarga. Assim, mesmo que haja múltiplos acessos simultâneos, a CDN consegue contornar a situação. O site continua ativo.

Além de estável, a navegação fica mais rápida. A rede de distribuição de conteúdo encurta a distância entre o usuário e o servidor. O resultado não poderia ser melhor: baixa latência, pois o tempo de resposta à solicitação de acesso é mínimo.

E essas são apenas algumas das vantagens da CDN. Quer saber mais? Então não deixe de acompanhar as novidades de nosso blog.

Esperamos que o assunto de hoje tenha sido útil para você. Obrigado pela companhia e até a próxima!

Comentário(s)